Descendência, História e expansão

Sou bisneta de pobres camponeses. Conheço um pouco da sua história e dos perrengues que passaram para chegar e se estabelecer aqui.

Mas, com a brilhante dissertação de Mestrado da minha amiga Claudia Adão – “Territórios de morte: homicídio, raça e vulnerabilidade social na cidade de São Paulo”, – fico pensando por que eles e muitos outros foram estimulados a imigrar para o Brasil no final do século XIX, quando tantos possíveis trabalhadores nacionais estavam disponíveis aqui para a lavoura e a indústria.

No entanto, como questionou um examinador da banca da Claudia, a inclusão no mercado constitui uma expansão? Quais os caminhos de expansão asseguram a vida em todas as suas dimensões?

(Escrito em 14/06/2017, por ocasião da defesa de Mestrado de Claudia Adão)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s